terça-feira, 9 de junho de 2020

Japamala

Japamala








Japamala (Japa = repetição, Mala = cordão ou colar)  este japamala utilizado de uma forma espiritual e na meditação, também conhecido como rosário tibetano  sendo usado para contar os mantras tanto na forma de japa como de kirtens. Também designadao como um cordão apresenta 108 contas ou 54 ou mesmo 27. sendo feitos de vários materiais como de Rudrakshas, os de Sandalo e os de Tulsi, mas os mais conhecidos são os Rudraksha.
Rudraksha é o nome dado às sementes oriundas de uma árvore encontrada na India no Nepal, no Tibete e na Indonésia cujas sementes, tiradas do fruto - semelhante a uma noz e são consideradas como as verdadeiras joias nos Vedas, Puranas  e nos Upanishads .
As Rudrakshas são usadas nos japamalas  tanto pelas suas propriedades medicinais, bem como por estar associada a Shiva. Estas sementes som consideradas intocáveis pelos pecados e protege de todas as acções ou pensamentos Impróprios.
De acordo com a Medicina Ayurveda, o uso de Rudraksha tem um efeito positivo no coração e nos nervos, considerando que  alivia o stress, a ansiedade, depressão, palpitações e falta de concentração. Também é conhecida pelo seu efeito de anti envelhecimento e na indução de propriedades eletromagnéticas. Também é aconselhado o seu uso para pessoas que tem a tenção alta.

A história contada na tradição Hindu diz que depois de Shiva estar um longo tempo em meditação muito mais de 1000 anos com seus olhos sempre fechados até que dos seus olhos cai uma primeira lágrima que ao tocar no solo se transformou numa Rudraksha, sendo habitual Shiva ser representado usando um japamala de Rudraksha
Como usar o Japamala?
Um dos pontos mais importantes é  que depois de o Japamala tocar no nosso corpo e na nossa pele, ele adquire uma ligação connosco  e com o nosso ser interior, sendo assim nuca deve ser tocado por mais ninguém, nem emprestado nem usado, sendo considerada uma peça pessoal que carrega a nossa energia durante muito tempo.
Quando se inicia o seu uso começa-se sempre pelo Meru ou Coroa, a zona que tem os fios de tecido e deve dar-se uma volta completa, no fim da volta se desejar continuar a fazer os mantras, deve fazer o mesmo trajecto mas em sentido contrário, ou seja, começar na conta em que acabou, no final termina-se sempre na cabeça da Coroa, na conta que fica de fora.

Os mantras tanto se podem verbalizar ou recitar em voz alta como podem ser efectuados em silêncio com os olhos fechados. Não tem hora para se usar nem qualquer momento do dia, pois ele efectua sempre uma conecção de energia e de ligação a planos superiores.

Deve-se fazer no mínimo 108 repetições do mantra, mesmo que tenha uma Japamala de pulso, que são apenas 27 contas, deve repetir até chegar às 108 repetições.
O Japamala deve ser guardado num local seguro, limpo e sagrado, próprio para ela, pois deve ser mais que tudo um objecto de grande valor, sagrado, e não um simples artefacto que passado uns tempos é deitado para o lado, esta peça é considerada como algo único e especial, por isso deve estar num altar ou num local que possa estar em contacto com a energia Divina.

Cuidados antes de usar
Antes de usar um Japamala deve ser limpo de mono a libertar todas as energias que traz e para que possa absorver rapidamente a nossa energia. Esta limpeza deve ser feita por alguém com conhecimento em técnicas de limpeza.
Com o seu uso deve ser limpo  e carregado na noite de lua cheia ou também lavado com água do mar.

Caso pretenda adquirir um Japamala de rudraksha procuremos e encontra-rá o que precisa.
Especificações Técnicas:
Comprimento: 40cm (em forma de colar)
Rudrakhsa: 0,80 a 0,90cm (em média, material natural)
108 contas
Características do material: Rudrakhsa natural




Sem comentários:

Enviar um comentário